07 novembro 2016



À DERIVA


Não sei o que fazer
Algo me esta a remoer
Não sei dizer o que nem como
Só sei que me come gomo por gomo
Há algo que falta
Algo que me assombra em voz alta
Grita e em mim e espalha
O velho medo da falha
Algo esta quebrado
E não da para ser colado
Viaja pelo meu corpo e mente
mas só o meu coração sente
É como uma voz constante
Que me leva a ficar distante
Não sei o que fazer
Para isto deixar de me arder
O que fazer para isto desaparecer?
Queria muito aprender..
Porque tenho esta sensação de insatisfação?
Como se alguém me sufoca-se com a mão
Queria tanto ser como os demais
Que apesar de tudo andam com os pedais
A minha mente não descansa
Corre tanto e tanto me cansa
Por vezes quero desistir 
Mas tanta coisa me faz vir
Só sei que isto não passa 
Que a minha confiança virou fumaça
Não sei como será daqui para a frente
Só sei que estou muito perto de perder a minha mente....



29 outubro 2015








No FATE




Para onde ir?
Perdi toda a vontade de rir...
Estou sem norte sem sul
Nada existe pra la do céu azul
Tão perdida nos meus fantasmas
Esqueci de todas as minhas armas
Perdi-me algures no tempo 
Foi feito de modo lento
Não sei para onde ir
nem como seguir
Será que não tenho mais vontade?
Perdi toda a minha seriedade
Perco-me nos meu pensamentos
só dou ouvidos aos desalentos..
A força foi embora 
O que me resta agora?
Sem destino
Perdi totalmente o tino... 
Para onde ir...
Quando se perdeu toda a vontade de sorrir.....










26 outubro 2015



Give me Love




Tenho tanto medo
Ainda é tão cedo
Não quero admitir que sinto falta
De algo que nos dá a volta
Sinto que estou quebrada
Que a minha vida já foi passada
Sinto falta de sentirem falta
Daquilo que faz girar a malta
Queria sentir de novo a paixão
Deixar por uns momentos a razão
Perder por um momento a noção 
Mergulhar na imensidão
Sentir o toque e os arrepios
Os calores os calafrios
A boca seca sem sede
Lançar-me sem rede
Já não sou capaz
Sei que já não sou tenaz
Aquela pureza e Verdade
Foi-se com a realidade
Queria sentir o desejo e o olhar
De alguém que me esta a observar
Queria poder ver sem as mágoas
Nadar por cima das águas
Sentir só mais um vez sem pensar
Sem os filtros, só amar
Queria... queria... mas não dá
Porque a vida é má
Quem me dera começar de novo
Voltar de novo para dentro do ovo
Mas acho que Amar
É algo que para mim não vai voltar.........

19 outubro 2015






I wish you were Here / Somebody i used to know



Alegria e adrenalina
Queria voltar a ser felina
Sentir a emoçâo a sensação 
De não ter o coração numa prisão
Queria ver-te outra vez 
Sem reservas e com toda a nudez
Ser de novo descontrolada
Não ligar á palavra á facada
Sentir tudo de novo
Ser como todo o Povo
Sinto falta da tua coragem
Agora não sou mais que uma imagem
O teu apetite voraz a vida sem sentido
Onde tudo era permitido
Sem reservas ou medos
De peito aberto para todos os torpedos
Gostava de te ter aqui
Para me levares daqui
Queria a tua força e vontade
Para enfrentar a minha verdade
Conheci-te há tanto tempo atrás
Que lembrar-te já nem sou capaz
Parecem dez vidas de distância
Que vivo nesta ânsia 
Queria poder ver-te para alem da imagem
Mas não passa de uma miragem
Queria sentir a tua segurança
que deixasses de ser uma lembrança
Tenho saudades tuas
Das verdades nuas
Da inocência das tuas acções
Sem pensar nas contradições
Tenho medo sem ti
Porque não estas aqui?
Sei que não voltas mais
Queria tanto que fossemos iguais
Tenho saudades tenho pena
Que a minha vida sem ti seja tudo menos amena
Onde tudo parece fora de cena...... sem valer a PENA!!!!!

14 outubro 2015





    Point of no return



A rasgar a pele das entranhas
Todas estas sensações estranhas
Tenho de me libertar de mim mesma
Parar de viver como uma lesma
Sentir o vento sozinha
Ter uma sensação só minha
A dor é intensa 
Difícil viver dentro desta prensa
A força terá de vir e sair
Quero voltar a rir
quero que as mágoas vão embora
Mas tenho que entender que demora
Não é fácil andar pelo próprio pé 
Chega a ser uma coisa de Fé
Quero me libertar e não consigo
Tive sempre alguém comigo
Queria que fosse mais fácil não cair na tristeza
Queria fazer uma limpeza
Sentir a chuva o sol com a minha cara
Mas esta sensação de perda não pára
Sei que tenho tanta bagagem 
Que esta tão difícil reciclar a embalagem
Não quero magoar nem ser magoada
Mas tenho que buscar outra "morada"
Queria fazer uma pequena prisão
Para lá pôr tudo o que me faz confusão
É crescer que me falta
Fazer o que faz toda a Malta
Claro que não queria estava tão bem acomodada
Mas a vida é quilhada
Tenho de acordar para realidade
Sacudir e enfrentar a verdade
Por mais que vá doer
Sei mais que ninguém que é isto que tenho de fazer!!!!!!!!

23 fevereiro 2014



 I Frankstein


Aquele momento que buscas o que não esta
Tentas puxar muito para que não vá
Sou mil pedaços de alma
Será que nunca vou ter calma?
Tento e tento me esforçar e não pensar
Mas acabo sempre por falhar.....
Meus pensamentos não são mais meus agora
Foram para outro lugar por aí fora.....
Tento colar todos os pedaços na esperança
Mas ela acaba sempre por vir... a matança...
Não é fácil aprisionar e matar
Aquilo que toda a vida me esteve a atormentar
Tenho mil lados mil remendos
Estão cozidos com cicatrizes são tremendos
As linhas partem-se as cicatrizes rasgam-se eventualmente
Mexem sempre com a minha mente..
Quero ser forte e vencer
Provar a mim mesma que não há nada a temer
Mas mais cedo ou mais tarde acabo por perder
E a minha vontade volta a esmorecer
Não sei como fazer para ter poder
Poder de não mais temer
Isto que nunca quer me apaziguar
E que esta para ficar!
Sou uma alma em pedaços esmigalhados
Com todos os caminhos atrapalhados
Quero sair desta prisão

Mas sei que para sempre em mim irá sempre haver esta grande e imensa solidão...

14 julho 2012

02 agosto 2011







Melancolia!!!





Porque nunca estamos contentes?
Parece que gostamos de estar doentes!
Estamos sempre a voltar atras
Sera que ninguem é capaz??
A melancolia vem e vai
E nela sempre se cai
Que treta esta dos sentimentos
Que nos trazem tantos tormentos!!!!
Tentar andar pra frente e largar
È tao dificil nem a chorar
Ver para alem das emoçoes
Esquecer que temos coraçoes
Seguir sem olhar pra tras
correr a todo o gás
Nao olhar para as lagrimas e dor
Pensar que para além disto a vida tem côr
A melancolia só dói
como um acido que corrói
Tão dificil esquecer pessoas e momentos
Mesmo que tenham sido tormentos!!!
Queria ser capaz de andar e não olhar
Para aquilo que o meu coração insiste em espelhar
Um dia Hei-de aprender
E serei capaz de escolher
O que na vida é melhor para a minha calma
Deixar para tras a melancolia e acalmar a minha alma!!!!!!

01 junho 2011




DESILUSÃO!!!!






Amizade e fraternidade
Será isso uma realidade?
Nem quero acreditar
Que se deixa assim fácil de amar
As pessoas vivem sem alma
Não tem aquela calma
Por vezes acho-me noutro mundo
Onde tudo é imundo
Ando sempre de desilusão em desilusão
Nunca saio da ilusão
Acredito no bom das pessoas sempre
Mas nao podia ser mais demente
Vivem na mentira e na podridão
Têm um tijolo no lugar do coração
Queria poder mudar o mundo
Mas esta entranhado bem fundo
Quero acreditar que não é assim
Que isto é de mim
Todos querem passar por cima de alguém
Nem que pra isso digam amen
Vivemos numa selva de selvagens
Onde sentimentos são imagens
Magoam os outros sem remorsos
Nem que para isso peçam reforços
Vivo desiludida com a maioria
Muito mais do que preferia
Quase nao tenho esperança
Que um dia venha a bonança
Queria poder acreditar
Que um dia o mundo vai acordar
Que as pessoas vao mudar
E que talvez com sinceridade possam amar!!!!!!!!!!

18 abril 2011





Já la vão 5 anos****** Happy!!!!!

28 março 2011


Born This Way







Corpo fora da mente
É o que sente quem é diferente
tantos conflitos e fantasmas
sempre a mostrar as armas
Vivem na dualidade
na esperança da realidade
buscam um sonho complicado
deveras atrasado
choram sem olhar pra figura
mas é algo que perdura
o espelho é uma constante
que fique pra sempre distante
vivem com raiva e rancor
ninguem imagina a dor
querem arrancar do peito o coraçao
na esperança que algo lhes traga uma razao
vivem na penunbra da sociedade
pois nao aceitam a realidade
nao sabem ver a dualidade
que dos outros depende esta validade
querem ser normais
como os comuns mortais
vivem espezinhados e ridicularizados
as vezes ate queriam ve-los exorcizados
vivem se auto reprimindo
e nesta embrulhada vao indo
sao pessoas com tremendas capacidades
espalhadas por todas as cidades
sao marginalizadas
tantas vezes mal tratadas
vivem com a culpa da troca
fura-lhes a alma como uma broca
sao atormentados com um erro da natureza
algo que lhes estraga a pureza
vivem sem apoios e compreensao
chegam as vezes a pensar se tem razao
sao deixados sozinhos sem ninguem
como se pode esperar serem alguem??
morrem aos poucos com a alma a despedaçar
chegam a um ponto ja nem sabem dar
sao seres humanos em sofrimento
e nao param este tormento
almas em estado de choque e perdidas
sao coisas para sempre perdidas
sao culpabilizados por um erro que nasceu sem querer
sobre o qual nao têm nem nunca teriam poder!!!!!!!!!!!

26 dezembro 2010






FEAR / GHOSTS



Tenho medo
Sempre a minha volta o degredo
Eles rondam sem descanso
A ver se em algum momento me canso
Tento ser forte e enfrentar
Mas não é facil nao rebentar
As vozes ecoam como sinos a bater
As vezes sinto que vou perder
Chamam por mim a toda a hora
Ainda oi estao a fazer agora
Sao fortes e qerem ganhar
Querem tudo o que tenho para dar
Tenho medo de ceder
E de tudo novamente perder
É dificil viver esta realidade
Onde é complicado ver a verdade
Eles rondam e invadem o meu ser
Ás vezes ate sem eu ver
Sao escorrigadios e ilusivos
De toda a forma invasivos
Sao uma parte demente
Que quer me deixar dormente
Querem me levar
Para onde nao posso precisar
Andam sempre perto de mim
Nao me deixam em paz enfim
Quero que saiam de perto
Quero tentar fazer o certo
Rondam e rondam a minha alma
Nunca me deixam calma
Tento escapar por um tempo
Mas logo volta o tormento
Sao colados a mim sem soluçao
Nao sei bem como sao
Acompanham-me sempre a espreita
Para que um dia eu caia e fique completamente desfeita!!!!!!!!!!!!!

03 dezembro 2010



Pieces of a Soul!!!







Sinto-me tão pequena
esta culpa não amena
como é possivel me sentir assim
nem sei o que pensar enfim
Como posso pensar ser um ser humano menor
daqueles que nao há pior
não me acho pessoa suficiente
será que estou mesmo demente?
Sou menos mulher menos pessoa
menos tudo a minha confiança voa
a minha auto-estima esvai-se entre os dedos
foge e ficam os meus medos
nunca pensei me sentir assim sem nada
como a minha vida ficou assim passada...
olho em volta so vejo rostos embaraçados
risos á volta nada engraçados
Fico sem chão só de pensar
que isto pode vir para ficar
estou num buraco mesmo escuro
levou de mim tudo o que era mais puro
não sei como me levantar
muito menos onde me agarrar
custa tanto estar assim sem alma
não consigo um segundo de calma
estou com todos mas não vejo ninguém
nem sei se sou alguém
Fico parada noutro tempo noutro universo
quero me concentrar mas logo disperso
quero explodir o que tenho ca dentro
rasgar, queimar o que me esta a tirar o centro
como cheguei tão fundo?
como deixei abalarem assim o meu mundo?
tanto quis e fingi ser forte
que deixei que me infligissem qualquer corte
estou sem reflexo nos olhos, sem vida
sem a minha alma querida
este buraco que me puxa sem pudores
não quer saber dos meus temores
só quer engolir sem pensar
e eu sei bem que é mais fácil me dar
a minha alma esta esfrangalhada
de todas as formas retalhada
Cheia de cortes e feridas
que um dia já me foram queridas
estou em grande sofrimento
nunca pensei deixar aqui este pensamento
não acredito em mim
só quero que os dias passem enfim
só deus sabe o que me custa
admitir que não sou justa
Sou uma mente perturbada
com uma alma conturbada
queria ter sido melhor
não assim do pior
queria ter orgulho no que sou
mas sei que a isso nunca chegou
Queria poder sorrir com sinceridade
para alcançar alguma veracidade
só queria um pouco de tranquilidade
atingir alguma sobriedade
queria ser uma grande inspiraçao
alguém que pudesse dar alguma razao
Não sou isso nem la perto
vivo só e apenas sobrevivendo no meu próprio deserto......

15 novembro 2010







Growing Up!!!




Crescer custa tanto
As vezes deixa-me num pranto
Tenho de sair de mim e olhar
Ver tudo o que estou a armar
Muitas lágrimas caem sem se segurar
Não sei como não me importar
Deixar para trás sem ter medo
Sair deste Degredo
Custa tanto crescer de verdade
Cair na realidade!!
Ás vezes queria explodir
Deixar-me totalmente ir
Tenho de me superar e sair
Abraçar o que esta para vir
Crescer é como andar de novo
Sair da famosa casca do ovo
É tão difícil crescer
Sem ter medo de perder
Nem sei como o fazer
Nem como aprender
Queria ter mais força e garra
Levar as coisas adiante na amarra!!!
É um processo complicado e doloroso
Mas deve ser honroso
Talvez seja tarde demais para isso
Mas tenho que ter este compromisso
Tentar me vencer nesta batalha
Onde sei que não há medalha
Quero crescer e ser melhor e mais
Acho que isso nunca é demais
Quero ter força para conseguir
Vamos a ver se esta minha alma torcida assim o vai permitir……..

10 novembro 2010





CORAÇÂO & RAZÃO (STAY WITH ME)




Porque me foges tão depressa
Principalmente quando não interessa
Será assim tão dificil racionalizar?
Ver mais além que disfarçar?
Foges-me tão rápido sem contar
Como se alguém te quisesse levar
Baixas sempre a guarda perante o coração
Deixas-me sempre na mão...
Podias lá ficar pra eu descansar
Porque não queres mudar?
Abandonas-me nos piores momentos
Mesmo quando passos os meus tormentos
Porque te abalas e te deixas vencer
Tens sempre que perder?
Não percebes que o coração não tem razão?
Caramba tu és a razão!!!!!
Tens de ser mais forte
Tu tens um nome e mais porte...
Porque és sempre vencida nesta batalha
Deixas o coração ganhar sempre a medalha
Acorda és melhor e mais esperta
Deverias ter uma mente mais aberta
O coração so tras ilusao e desilusão
e tu trazes sempre a razão
Como queria que fosses mais forte e aventureira
que não te escondesses atras de uma barreira
Que enfrentasses o coração sem medo e com coragem
Que a mim fizesses essa homenagem
Fica a esperança
Que um dia consigas cravar uma lança
Nesse teu inimigo mortal e aldrabão
O meu tão "Querido" Coração!!!!

25 outubro 2010




Fragile



Estou mesmo frágil
A tristeza em mim é ágil
Eu bem tento combater
Chego até a prometer
De nada vale esconder
Pois algo acontece que faz aparecer
Não sei o que fazer pra isto ir embora
Eu bem queria que fosse agora
Não gosto de mim
Não queria que fosse assim
Quero ser forte e tal
Mas não dá não é igual
Quero estar feliz e viver
Mas algo acontece que me faz não querer
Quero mostrar uma verdade
Mas é outra a realidade
A minha fragilidade é visível
Queria que fosse invisível
Queria poder passar por cima disto
Mas daqui não saio tá visto
Queria não me importar com as coisas superficiais
No entanto São bem reais
Queria ver uma melhor imagem de mim
Mas a verdade é que não é assim
Sinto pena de mim
Por ter de viver assim
As minhas inseguranças São fortes
Vivem em mim como cortes
Sou insegura com insegurança
Acho que já perdi a esperança
De um dia viver a normalidade
Pois sei que esta é e sempre vai ser a minha realidade...

22 setembro 2010








NOBODY KNOWS!!!







Ninguem me da a mao
Agora que estou no chao
Sinto-me sozinha e só
Como um grão de pó
Tenho muita gente
Mas ninguem sabe o que vai na minha mente
Ninguem sabe o que penso
Só sei que é muito denso
Ninguém sabe como o sinto
E como as vezes minto
Disfarço os meus traços de realidade
Para que nunca descubram a verdade
Ninguem vê o que vejo
Nem sabem a côr do meu desejo
Ninguem me pode ajudar
Nem por mim podem andar
Estou sozinha nesta estrada
Onde não há saida nem entrada
Sei que tenho de viver
Muita coisa tenho de resolver
Sei o que pode parecer
Mas sinceramente quero esquecer
Ninguem me vê como deve ser
Sei que vai ser assim ate morrer
Não me importo de ficar só sem nada
Passo a vida desarmada
Ninguem sabe como é
Quando já se perdeu toda a fé
Quero arrancar estas palavras da minha alma
Dar-me um pouco de calma
Ninguem me conhece bem
Mas todos me dizem amem
Ninguem sabe o que é ser eu
É algo que é só meu
Só eu sinto as coisas assim
Quer gostem ou não de mim
Só eu vivo esta realidade
Só espero um dia encontrar alguma verdade!!!

09 setembro 2010






FREAK!!!!!!!!!!!!!!!!






Há um buraco em mim
Ninguem me entende assim
Sinto um vazio que me ultrapassa
Nem vai nem nunca mais passa
Não sei mais relacionar-me
Isto esta a matar-me
Diante da felicidade e da diversao
Tudo se esfuma na minha mao
Quero sair daqueles momentos de paragem
Onde so eu fico numa miragem
Quero disfarçar a realidade
Tentar descobrir alguma verdade
Dou por mim a ver tudo de fora
Como se não vivesse o agora
Ninguem me entende
Mas tambem não me surpreeende
Sinto-me diferente
Mais atrofiada que toda a gente
As vezes demente
Sem saber o que sente
Queria poder seguir com a corrente
Ser feliz como toda a gente
Mas não funciono como o usual
Nunca fui normal
Queria poder rasgar
Tudo o que me esta a atormentar
Queria poder aproveitar
Tudo o que a vida me esta a dar
Não sei como embarcar
Sem ficar perdida e cair no mar
Dou por mim no meu mundo
De onde não saio do fundo
Não sei o que me envolve
So sei que a minha vida não devolve
Queria poder ser como toda a gente
Que sabe o que se sente
Não me sentir diferente
E nunca mais pensar como uma demente!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

20 agosto 2010



MISS ME....





Ja nao sou ninguem assim
Saudades da minha juventude e coragem
Nao tinha medo de fazer nenhuma viragem
Tenho medo de tudo e nada
Mas ja nao sou assim tao dada
Tinha tudo na vida sem preocupaçoes
Passavam-me ao lado as desilusoes
Tudo era lindo e maravilhoso
Tudo o resto era tedioso
Era tao bom viver sem direcçao
Viver como se tudo fosse uma ilusao
Tenho saudades do que era e nao sou
Pois agora nada dou
Queria poder sentir essa emoçao
Voltar a sentir o meu coraçao
As vezes esqueço-me onde esta
Ate parece que ja la nao esta
Queria voltar aquele sentimento
Voltar a põr alguma luz ca dentro
Parece um deserto sem luz
Aquilo que ca dentro se traduz
Meu coraçao rachado e maltratado
Cortado quase por um machado
Era tao feliz naqueles tempos
Como que levada pelos ventos
Tenho saudades de mim la no fundo
Queria ir puder la buscar-me e completar o meu mundo............

19 julho 2010



State Of Mind





Porque me sinto assim?
Sera que nao sei mais de mim?
Quero sair deste buraco escuro
Mas é para mim tao duro...
Nao sei o que fazer
Mas acho que isto é do meu ser
Estou sem vontade
E nem sei de que pra dizer a verdade
Nao sinto fogo em nada
Parece que estou sozinha nesta estrada
Ha algo que me puxa pra outro mundo
Algo que é muito imundo
Onde quer que olhe nada vejo
Nao sinto nenhum desejo
Nao quero fazer nada e esquecer
Aquilo que estou a perder
Preciso preencher este vazio que me mata
Antes que algo mais me bata
Nao sei como nem quando
Sinto-me a ser atacada por um bando
Queria poder saber
O que raios esta a acontecer
O que sera que estou a perder?
Quero sossego no meu ser!!!!
Nao posso fazer nada na verdade
Pois por mais que tente vivo sempre nesta dura realidade!!!!!!

10 julho 2010


Happy Birthday









Lá vão 33 lol estou a ficar velha mas que se lixe foi um excelente dia muahhhhhhh



07 julho 2010








I Wish (Inocência)






Quero-a de volta para mim
Que nunca saia de mim enfim
Quero os meus sonhos e a minha inocência
Quero de volta a minha decência
Triste, é ficar vazia sem sentimentos
Foi tudo levado pelos ventos!!!!
Quero a minha inocência no olhar
Quero voltar a dar
Quero tudo de volta que me roubaram
Tudo aquilo que me tiraram
Quero ver outra vez aquela paixão
Aquela obsessão
Quero de volta as minhas lágrimas de alegria
Quero sentir de novo a magia
Choro as vezes sozinha porque a perdi
Foi embora nunca mais a vi
Tudo o que sonhava e queria
Tudo o que da minha boca saia
Quero-a de volta intocada
Não quero ficar sem sentir nada!!!
Como tenho saudades dela
Apagou-se como ao soprar uma vela
Quero o que me tiraram sem pedir
Sem sequer ter tempo de decidir
Quero sentir aquele ardor
Aquele olhar sem cor
Olhar pras coisas com ternura
Ver as coisas de forma pura
Acreditar que tudo é verdade
Que nada na vida vai impedir a tua felecidade
Quero ser inocente com aquela inocência
Aquela que pode ser demência
Quero tudo de volta agora
Ouvir alguém dizer que me adora
Acreditar em contos de fadas
Que é bonito andar de mãos dadas
Quero que me entreguem o que levaram
Quero toda a inocência e felicidade que me tiraram……



By Valeria Ferreira

01 julho 2010








Tired






Cansada!!!!
Apetece-me fugir
Apetece-me desistir……
Cansada de ser forte e fingir
Gostava de mostrar o que realmente estou a sentir
Queria que alguém cuida-se de mim
Para poder descansar enfim
Vivo na defesa
Para disfarçar o quanto estou indefesa
Vivo em tormento
Não quero mostrar a ninguém o que esta cá dentro
Precisava de um abraço e um beijo
Ninguém sabe quanto o desejo
Tudo vai ficar bem
Era isto que queria ouvir de alguém
Estou cansada de me segurar
Queria poder isto tudo largar
Cansada de viver nesta ansiedade
Em busca de uma suposta verdade
Queria ficar protegida
Da tão chamada vida!!!!!
Queria poder respirar
E não me preocupar
Estou cansada de ser
E de querer e não poder
Cansada de tudo e nada
De viver agarrada!!!!
Queria poder descansar
Desta vida e voar
Para bem longe sem saber onde dar
E lá para sempre ficar....





28 junho 2010










CRY



Ás vezes queria tanto chorar
Sem nunca mais parar
Sei que não o devia desejar
Mas queria passar a vida a chorar...
Acho que é o que de mais puro temos
E algo que tanto tememos
Preciso gritar só assim consigo extravasar
Tudo o que na vida me dá que falar
Como é bom chorar
Só assim consigo ir em frente sem olhar
Neste momento quero chorar
Para este dor me deixar
Sinto os meu olhos a tremer
Queria poder não entristecer
Queria que as lágrimas levassem a minha solidão
Que de alguma forma aquieta-se o meu coração
Queria chorar sem fim
Para esta sensação sair de mim
Lavar a alma destes maus pensamentos
Levar para bem longe estes sentimentos
Queria tanto chorar de verdade
Para fugir desta triste realidade
Chorar para começar a viver
Para estas palavras nunca mais dizer.....

27 junho 2010






999 Questions





Ás vezes penso que nao sei nada
Que vivo numa vida passada
Que tudo o que vivi nao valeu a pena
É algo que me passa na cabeça como uma cena
Tantas coisas superfulas que dei valor
Tantas coisas boas que tive pavor
Será que faria algo diferente????
Algo que mudasse a minha vida de forma permanente???
Passamos por coisas sem as ver
Queremos sempre o que não podemos ter
Nunca estamos satisfeitos com o que temos
Queremos sempre ver o que não podemos
Será que fiz tudo o que podia?
Fiz tudo o que queria?
Sonhamos com coisas impossiveis
Coisas que as vezes nem são visiveis
Temos ilusões e frustrações
Ás vezes arrasam-nos como furacões
Será que fiz as escolhas certas?
Que fechei todas as portas abertas???
Complicamos a vida quando é descomplicada
Mexemos com a nossa alma tão delicada....
Queremos sempre ir além do horizonte
Beber de alguma mágica fonte
Buscar algo que se chama amor
Que quase sempre so trás dor e ardor
Queremos ser felizes
Mas na grande maioria somos todos um pouco infelizes
Sempre a tentar viver ou sobreviver
às vezes sem ter o que dizer
Ás vezes nem sei pra onde vou
Nem o que sou
Nem sei como o fazer
Para o meu rumo não perder...
Não sei se escrever ajuda a apaziguar
Esta parte de mim que quer sempre voar
Queria poder responder
A todas estas perguntas sem doer
são perguntas sem resposta final
Só espero algum dia que tudo passe e eu receba um sinal....................





Darkness in Me






A escuridão paira sobre mim
Não sei bem o que me esta a por assim
Não sei para onde olhar
Sem ter vontade de chorar
Quero gritar
Tenho vontade de espernear
Não sei onde começar
Muito menos onde acabar
Estas nuvens negras pairam sobre meus pensamentos
Trazem de volta os meus tormentos
Esta escuridão esta sempre a rodar
Como um abutre pronto a atacar
Vai e vem sem avisar
Cada vez que volta é para arrasar
Queria que isto pudesse acabar
Mas isto é da alma é para ficar
Sinto vontade de explodir e rasgar
Toda a minha existência sem um pedacinho ficar
As vezes é tão difícil fazer de conta
Drena a minha alma de ponta a ponta
Há um lugar escuro na minha alma
Que nunca me deixa estar calma
Queria que fosse embora de novo
Fechar outra vez essa parte como que num ovo!!!!
Quero quebrar este parede de gelo que me sufoca
Que me deixa infeliz e provoca
Quero que esta escuridão desapareça
Tenho esperança que um dia talvez me esqueça……

17 junho 2010







Tenho estado sem inspiraçao ou talvez sem palavras pra descrever tudo o que se tem passado na minha vida....... talvez deva ser assim, talvez devia dizer algo mas nao sei nao me sai nada de jeito nem nada que valha a pena escrever... quem sabe um dia!!!!!! 

08 junho 2010

Christina Aguilera- Birds Of Prey











Música excelente com um toque bem dark como eu... a letra bem como me sinto as vezes se não quase sempre looooooooveeee it

26 maio 2010











No more Words I´m Tired